Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \27\UTC 2010

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidadeque tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.
E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências …
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.
Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles.Eles não iriam acreditar.
Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão
incluídos na sagrada relação de meus amigos.
Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.
E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de
como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu
equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu,
tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.
Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.
Se todos eles morrerem, eu desabo!
Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.
E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer …

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.

(Vinícius de Moraes)

Anúncios

Read Full Post »

Um advogado dirigia seu importado zero, distraído, quando num sinal de PARE passa sem parar, mesmo em frente a uma viatura da Policia. Ao ser mandado parar pelos policiais, toma uma atitude de espertalhão.
Policial: – Boa tarde. Documento do carro e habilitação.
Advogado: – Mas por que, policial?
Policial: – Não parou no sinal de PARE ali atrás.
Advogado: – Eu diminuí, e como não vinha ninguém…
Policial: – Exato… Documentos do carro e habilitação.
Advogado: – Você sabe qual é a diferença jurídica entre diminuir e parar?
Policial: – A diferença é que a lei diz que num sinal de PARE, deve parar completamente. Documento e habilitação.
Advogado: – Ou não, policial. Eu sou advogado e sei de suas limitações na interpretação de texto de lei, então lhe proponho o seguinte: Se você conseguir me explicar a diferença legal entre diminuir e parar eu lhe dou os documentos e você pode me multar. Senão, vou embora sem multa.
Policial: – Positivo aceito. Pode fazer o favor de sair do veículo, Sr. Advogado?
O advogado desce e então os integrantes do BOPE baixam o cacetete, pancada pra tudo quanto é lado, tapa, botinada, cassetete, cotovelada, etc.
O advogado grita por socorro e implora para pararem, pelo amor de DEUS.
E o Policial pergunta: – Quer que a gente PARE ou DIMINUA?
Advogado: – PARE!… PARE!… PARE!…
Policial: – Positivo… Documento e habilitação.

Read Full Post »

No meio da madrugada o telefone toca.
– Alo,seu Carlos?Aqui e o Arnaldo,caseiro do seu sitio
– Pois nao seu Arnaldo. Que posso fazer pelo senhor?Houve algum problema?
– Ah, eu so to ligando pra avisar pro sinho que o seu papagaio morreu.
– Meu papagaio? Morreu? Aquele que ganhou o concurso?
– E, ele mesmo
– Poxa! Que desgraca! Gastei uma pequena fortuna com aquele bicho! Mas ele morreu de que?
– De comer carne estragada
– Carne estragada? Quem fez essa maldade? Quem deu carne estragada pra ele?
– Ninguem. Ele comeu a de um dos cavalos mortos.
– Cavalo morto! Que cavbalo morto, seu Arnaldo?
– Aqueles puro-sangues que o senhor tinha! Ele morreram de tanto puxar a carroca d’agua!
– Ta loco? Que carroca d’agua?
– para apagar o incendio
– Mas que incendio, meu Deus!
– Na sua casa! Uma vela caiu, ai pegou fogo na cortina!
– Caramba,mas ai tem luz eletrica!!!! Que vela era essa?
– Do velorio!
– QUE VELORIO?????
– Da sua mae, ela apareceu aqui sem avisar e eu dei um tiro nela pensando que era um ladrao!

Read Full Post »

O turco no banco

Acabei de receber isso por email..

O turco Salim chega ao banco e fala para o gerente:
– Eu quer fazê uma embréstimo!!!

Surpreso, o gerente pergunta para Salim:
– Você, Salim, querendo um empréstimo? De quanto?

– Uma real. – Um real? Ah! Isso eu mesmo te dou.

– Não, não! Eu querer embrestado da banco mesmo!

– Bem, são 12% de juros, para 30 dias…

– Zem broblema! Vai dar uma real e doze zentavos. Onde eu assina?

– Um momento, Salim. O banco precisa de uma garantia. Sabe como é, são as normas…

– Bode begá meu Mercedes zerinha, que tá lá fora e deixá guardado no garagem da banco, até eu bagá a embréstimo. Tá bom azim?

– Feito!!!

Chegando em casa, Salim diz para Jamile:
– Bronto, nóis já bode viajá bra Turquia zem breogubazon.
Conzegui dexar a Mercedes num garagem do Banco do Brasil por 30 dias, e eu só vai bagá doze zentavos.

Read Full Post »

Soneto do Amigo

Soneto do Amigo
Vinicius de Moraes

Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge noutro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado
Com os olhos que contém o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica.

Read Full Post »

“Sabe esses dias em que horas dizem nada?
que vc nem troca o pijama preferia estar na cama…”

Pois bem, esse é um dia em que eu preferia mto estar entediada em casa de pijama, sabe, assistindo um filme pela milesima vez na seção da tarde, tomando uma coca, comendo chocolate… pressão psicologica me deixa maluca, eu surto, não sei reagir a isso.. talvez por este motivo eu esteja passando tanto por isso ultimamente..
To com vontade de chorar….

Read Full Post »